Ads 468x60px

Pages

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ônibus I

Já não bastava eu estar me sentindo uma velha para me acontecer uma coisa dessas.
Estava eu em um ponto de ônibus onde também estavam alguns jovens conversando e rindo e tal.
Quando meu ônibus apontou, todos os jovens começaram a se movimentar e pegaram o ônibus, ou seja, pegaram o mesmo ônibus que peguei.
Era um ônibus suplementar, desses parecidos com as vans, onde vai todo mundo apertadinho. Até pensei que estivesse com sorte porque ele nem estava cheio, o que me deixou feliz e esperançosa de que seria uma viagem, até minha casa, contente e feliz.
Fiquei em pé, na frente, não estava afim de sentar porque minha coluna não agüentava mais ficar naquela posição de “o pensador” das horas anteriores, então fiquei lá, vendo todos os movimentos do motorista.
Onze horas da noite, ninguém nos pontos, o motorista com uma cara de satisfação danada, colando o pé no acelerador e até passando sinal vermelho.
Logo, o Anjinho apareceu do meu lado com aquela cara de horrorizado, dizendo: “olha que absurdo o que ele está fazendo!” Em seguida apareceu o Capetinha, retrucando: “Olha só que beleza, você vai chegar em casa rapidinho, hein?”.
Então eu pisco os olhos, os dois desaparecem, dou o sinal de parada, pago a passagem e passo a roleta. Passar a roleta é um ato de coragem, você se despe das suas vergonhas e passa a ser a atração do busão. Todo mundo te olha e você mesmo não sabe para onde olhar. Acabei olhando para o chão, que não tem olhos.
Fiquei bem pertinho da porta, prestes a pular os degraus para fora.
Liberdade, lar doce lar aí vou eu!!!!! Até que...
...PLUFT!
Meu balão de pensamentos estourou quando vi o meu ponto de parada ficando para trás.
É minha gente, o novo piloto de fórmula 1, desconhecido até então, estava ali, é ali, dirigindo o busão, acelerando tanto que até passou direto do meu ponto, o que me fez soltar aquele beeeerro esganiçado:
_MOTORIIISTA OLHA O SINAL AÊ!!!!!!!!
Só faltou o porra carai!!!!!
Então ele me olhou pelo retrovisor com cara de "fiz merda", o trocador também e eu com aquela cara de merda bonita que eu sei fazer e todo mundo me olhando!!!!!!!!
O ônibus parou e eu saí rebolando com minha cara queimando e sentindo a maior vergonha do planeta.
Certamente no próximo dia que eu for pegar o mesmo ônibus no mesmo ponto, estarão os mesmos jovens, coadjuvantes da cena fatídica, que com certeza irão cochichar entre si:
_A lá a véia louca.

Louca, estérica e barraqueira, não se esqueça, quando necessário.

2 comentários:

Fabiana disse...

O onibus me faz pensar o quanto eu sou pobre. Pior do que o motorista que para depois do ponto.
É o filho da puta do motorista que vc dá sinal e ele passa e finge que nem te viu e aí vc tem que ficar por mais meia hora esperando o onibus que depois de uma hora vai te deixar no local de destino.

Miss Mi disse...

Esse é o mais filha da puuuuta mesmo!!!!!kkkkkkkk